Fashionista de Quarta | 04 - Roupas da China VS Roupas de loja

novembro 08, 2017

É bem comum haverem várias críticas em relação a assuntos como roupas compradas em lojas de chineses. Isto por que nos ensinam que produtos fabricados na China são de baixa qualidade, em relação a outros produtos comprados em lojas com algum ''nome'' e que nos são mais familiares.

Mas, será que é assim mesmo?

Onde são fabricadas as roupas de lojas?

É claro que não podemos comparar todas as marcas existentes no mercado. Para além de ser uma pesquisa bem extensa, nem sempre conseguimos ter acesso a todas as marcas de roupa, seja por serem de países diferentes e haver complicações de envio/compra, seja pelos próprios preços.

Mas, dentro das marcas mais conhecidas e acessíveis (pela Europa), vamos descobrir algumas coisas e comparar com aquilo a que chamamos ''roupa chinesa''.

Zara

Esta grande marca, pertencente ao grupo Inditex, já foi alvo de várias investigações em relação a questões do fabrico das suas peças.

Foram descobertas situações de trabalho escravo, salários bem reduzidos e até mesmo trabalho infantil (não que seja muito actual esta situação, mas já aconteceu).

Quando compramos algo nesta loja, é mais que óbvio que nada disto vem escrito nas etiquetas bem desenhadas e costuradas, muito menos os funcionários das lojas andariam por lá a contar aos clientes como realmente são produzidas as peças que estão prestes a serem vendidas.

Mas, caso queiramos ter uma mínima noção das suas origens, basta dar uma olhadinha na etiqueta, verificar o país de fabrico e, a partir daí, saberemos minimamente quais são as condições em que são produzidas.

Vejamos: (dos exemplos que tenho em casa)


Marrocos é um dos países onde esta marca conhecida fabrica os seus produtos, assim como em Espanha e Portugal.




Nesta segunda imagem vemos que a peça foi produzia na Turquia.

No ano passado, 2016, foram encontradas crianças refugiadas a trabalhar como mão de obra escrava para esta marca na Turquia.

Vale a pena comentar mais alguma coisa? Penso que não.

Bershka

Esta é outra das marcas pertencentes ao grupo Inditex.

No caso desta marca, que eu saiba ou que se saiba, não há assim nenhuma grande polémica em relação às condições de trabalho no fabrico das suas peças.

É uma marca mais direccionada aos jovens e jovens adultos que, sendo parte do mesmo grupo que a marca acima referida, também tem parte da sua produção em Marrocos.

Vejamos: (dos exemplos que tenho em casa)


Mais uma vez encontramos roupas fabricadas na Turquia, embora, neste caso, não tenha encontrado (nem tenha conhecimento) de nenhum tipo de problema relaccionado com a confecção de vestuário directamente desta marca.


Esta peça veio mesmo a calhar, certo?

Tenho a dizer que é um casaco que já vi bastantes pessoas a usarem, pelo que posso supor que o facto de estar escrito na etiqueta ''Made in China'' não signifique nada para as pessoas.

New Yorker

Esta é uma marca de roupa alemã que também patrocina vários clubes de desporto alemão e é dirigida tanto a jovens como jovens adultos.

Mais uma vez, não encontrei nenhuma informação relativa ao fabrico das suas peças que seja relevante.

Vejamos: (dos exemplos que tenho em casa)


Bem, mais uma vez, a etiqueta já diz o que é necessário der dito!


Já neste exemplo aparece-nos um país que ainda não foi aqui abordado, o Bangladesh.

Este país é conhecido por ter mulheres a trabalhar por bem mais de 8 horas diárias. Bem, pelo menos até à uns anos atrás onde, posteriormente, foi adaptada uma iniciativa pela Textile Partnership para alterar estas condições e, dessa forma, fazer valer os direitos das mulheres lá trabalhadoras.

Também é um local onde é fácil encontrar trabalho infantil, embora remunerado, não chega a ser o suficiente nem equivalente àquilo que já foi estipulado por lei nesse mesmo país.

Aqui, também, as condições não são as melhores e os horários de trabalho são extensos.

As lojas chinesas

Já alguem reparou que, normalmente, uma peça de roupa comprada em uma loja chinesa, na etiqueta, não tem o local onde foi produzida? 

Pois é, já toda a gente sabe onde ela foi feita assim que entram dentro de uma loja.

Apesar da mão de obra ser barata, para quem vai de fora do país, lá é considerado o ''normal'', pelo que para eles é apenas mais um trabalho e, para quem vai lá procurar onde fabricar seja o que for, uma mais valia em relaºão ao custo de produção.

Mas a realidade é um pouco melhor que isso.

O que muita boa gente não sabe é que, apesar de 90% dos produtos terem origem chinesa, já muitas lojas chinesas possuem e vendem roupas de outras marcas e modas, como por exemplo, roupa italiana de muito boa qualidade.

Quando se entra numa loja deste género, subentende-se que tudo o que está lá dentro é de fraca qualidade, mão de obra barata (sim, isso é a realidade) e, principalmente, fabricado nesse país. Depois, quando se olha os preços, a maioria das reacções é ''como é possível uma roupa da China ser tão cara?''.

Verdade!! Por que nem sempre é da China! E, para além disso, mesmo tendo sido feito na china, os materiais também se pagam!

Afinal, qual é realmente a diferença entre as peças de outras lojas? Os materiais? Gente, chineses também fabricam algodão, polyester, seda, organzas, lã, e muitos outros tecidos que vocês queiram. Chineses também produzem materiais considerados ''dos melhores'' assim como produzem outros materiais considerados fracos.

Comparação de peças - H&M vs ''China''


Esta é uma camisola comprada na H&M, o ano passado em Dezembro.

Embora já tenha tirado o borboto várias vezes, sempre aparece.


Outras calças que também comprei lá no mesmo dia, começaram a alargar bastante e, hoje, já quase nem as uso por causa desse pequeno ''detalhe''.


Já esta, é comprada numa loja chinesa à cerca de 3 anos atrás.


Já a usei várias e várias vezes, nunca encolheu, nunca alargou, mantem-se praticamente como estava nos primeiros dias depois de a ter comprado.


Concluindo

Não sou defensora de lojas chinesas, assim como não sou defensora de outras lojas mais conceituadas, até por que os meios em que os trabalhadores se encontram deixam-me revoltada e, por muito que eu deixasse de lá comprar para tentar fazer a diferença, a realidade é que não ia fazer diferença nenhuma, pois a maior parte da sociedade não o faz e, honestamente, nem os próprios donos da marca.

Claro que, embora os meus exemplos aqui até sejam a favor da roupa chinesa, isto não quer dizer que em tudo seja assim.

Sim, já comprei várias peças de vestuário em lojas deste género. Tem roupas divertidas, diferentes, materiais que me agradam e pelo menos sabia que não andava vestida como a maior parte das pessoas que encontrava na rua. E não tenho vergonha de admitir isso. Mas, claro, também não comprava roupa escandalosa!

Na minha opinião, tudo depende dos materiais em que as peças são feitas. Tanto podemos ter a sorte de encontrar um artido bem confeccionado em uma marca de luxo, como em uma loja chinesa.

Tanto podemos ter a sorte de encontrar uma peça com um tecido lindíssimo que tenha um bom cair e nos vista perfeitamente numa loja de luxo como numa loja chinesa.

Tudo vai da nossa escolha e gosto pessoal relativamente a materiais, cores, estilos, se procuramos tecidos melhores ou piores, se reparamos que a peça tem algum defeito ou não, ou até mesmo da forma como a tratamos depois de já a termos comprado.

Por acaso sempre tive sorte com as coisas que comprei nestas lojas. Sempre duraram bastante tempo em contrapartida com outras compradas em lojas mais conceituadas.

E pronto, esta é apenas a minha opinião e experiência.

E vocês, já compraram nestas lojas? Que tipo de experiência tiveram?

Beijinhos!

You Might Also Like

2 comentários

Denunciar abuso